A Raíz de Rejeição


De uns tempos para cá Deus tem me mostrado que tenho muitas raízes de rejeição na minha vida que, por anos, moldaram meu caráter de uma maneira muito errada.

Li um livro que falou muito ao meu coração com relação a este assunto. Chama-se A Raiz de Rejeição, da Joyce Meyer.

Uma raiz de rejeição se forma na nossa vida depois de acontecimentos, seja na infância, adolescência ou até mesmo na vida adulta, que nos atingem e fazem com que nos sintamos rejeitados e menosprezados pelos outros. Uma zoação dos colegas na escola, o término de um namoro, a separação dos pais, a indiferença recebida por uma pessoa importante, um abuso sofrido... Todas essas coisas podem deixar marcas.

Pessoas que carregam raízes de rejeição criam mecanismos de defesa na tentativa de não sofrer no futuro, ou então continuam sofrendo devido à sua maneira errada de pensar à respeito dos outros e de si mesmo. Por exemplo: uma moça que é traída ou abandonada pelo seu ex-namorado pode, mesmo que inconscientemente, fazer votos secretos e dizer palavras de afirmação em seu coração: "nunca mais nenhum homem pisará em mim", "nenhum homem na face da Terra presta", entre outras. 

Uma segunda característica é o perfeccionismo. Querer fazer as coisas com excelência é muito importante, porém é impossível ser perfeito e nunca cometer erros. Muitas pessoas esforçam-se muito na tentativa de não cometerem erros, porque vivem sob uma opressão de que só serão boas o suficiente para os outros e para Deus se nunca cometerem erros. Quando tais pessoas são criticadas pelo que fazem, sentem-se frustradas e chateadas. Não conseguem enxergar que são importantes e especiais, independente do que tenham feito de errado.

Uma terceira característica é querer agradar sempre. Não há nada de errado em querer presentear e agradar as pessoas, nada mesmo. O problema todo é a intenção que há por trás do ato. Aqueles que possuem raizes de rejeição têm segundas intenções. Querem agradar para que o outro também se sinta na obrigação de agradá-lo, e quando isso não é possível sentem-se frustrados. Querem agradar para ganhar a simpatia, a amizade e para não serem rejeitados. 

Pessoas com sentimento de rejeição também têm a tendência de sempre assumirem a auto-defesa. Alguém esquece do aniversário delas, ou não dá a atenção necessária, ou qualquer outra atitude que as machuque, daí elas imediatamente se defendem: "Poxa, vc não me dá atenção", "vc deveria me tratar com mais consideração..."
Outra característica marcante é esquivar-se, fugir. O exemplo de fuga mais forte para mim é o daquela pessoa que encontra com alguém conhecido na rua e finge não ter visto, com medo de ir lá cumprimentar e a pessoa "virar a cara", ou senão, quando conhece alguém e tenta ficar um pouco afastado para não pegar intimidade, pois tem medo de pegar confiança e ser traído.

Observe bem os exemplos dados. Esses tipos de atitudes tendem a tornar os seres humanos cada vez mais isolados. Tornam-se seres solitários, pois não querem mais sofrer, não querem mais conviver em comunidade por causa do medo de serem novamente rejeitados. Isso não é vida. É muito triste viver assim. Jesus disse o seguinte: "eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (João 10:10)

A rejeição é um problema crônico sofrido por muitas pessoas que nem sequer sabem disso. É uma tática muito bem elaborada pelo inimigo para nos manter longe do ideal de vida abundante que Jesus deseja que tenhamos. O inimigo sabe que me sinto rejeitada quando me dizem certas coisas e fazem certas coisas comigo, pois "ele anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar" (1 Pedro 5:8). Por esse motivo, ele usa pessoas e situações para me oprimirem. Indivíduos rejeitados, como eu, relacionam-se com outros indivíduos rejeitados, e o resultado disso tudo é desastroso. Depositamos nossas expectativas uns nos outros, o que gera muita confusão nos relacionamentos.

Jesus foi um homem rejeitado em sua existência. Isaías diz: "Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum" (Isaías 53:3). Apesar disso, a Bíblia diz o seguinte: "A mesma pedra que os edificadores rejeitaram e desprezaram tornou-se a Pedra principal e angular" (Mateus 21.42)

Jesus veio ao mundo para nos salvar e nos ajudar a superarmos nossas dificuldades e pecados, inclusive o mal da rejeição, pois "verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido." (Isaías 53:4)

Sabe... Nós sempre seremos rejeitados em algum momento. Não fique triste se você não é chamado para ir nas festas da galera popular da igreja ou da escola, ou se você não tem uma página no orkut lotada de gente, com milhares de recados e telefonemas perdidos no seu celular. Jesus era um cara simples, um cara da "ralé", que as pessoas olhavam da cabeça aos pés e viravam a cara.

O seu valor não está no que você faz ou tem, muito menos naquilo que as pessoas dizem que você é. Seu valor está em quem você É em CRISTO. Jesus é seu amigo e intercede por você:

"Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós." (Lucas 10:16)

Muitas vezes nós nos achamos um lixo, mas saiba que Deus gosta muito de usar pessoas pequenas, desprezadas, e usá-las para coisas grandiosas! "Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são." (1 Coríntios 1: 26-28)

Para concluir, quero deixar um trecho do livro:

"Se você tem uma raiz de rejeição em sua vida, pro­vavelmente aprendeu a responder às coisas da forma que Deus nunca planejou. Por exemplo, se entra num local e não lhe dão atenção imediata, você assume que todas as pessoas naquele lugar não gostam de você. Você se sente rejeitado simplesmente porque percebeu que não obteve atenção. Agora, na verdade, isso pode ser a coisa mais distante da realidade. É totalmente possível que as pessoas na sala simplesmente não tenham notado que você chegou!

Eu me lembro de quando uma das minhas funcionárias tinha sentimentos feridos porque achava que eu prestara mais atenção em outras do que nela em certo evento. Eu nunca a teria ofendido! Quando fiquei sabendo como essa moça se sentia, fui ao Senhor e disse: "Deus, ela se sentiu rejeitada, e eu nem mesmo a vi! Por que o Senhor não me faz ver pessoas como essa moça? Não quero machucar os sentimentos de ninguém"!
O Senhor me disse: "Você não a viu porque Eu não queria que a visse! Eu a ocultei de você porque ela pensa que precisa da sua atenção, mas sei que esta é a última coisa de que ela necessita! Estou tentando levá-la ao ponto em que ela não baseará seu valor em obter a atenção de outras pessoas". Isso me ensinou uma grande lição: freqüentemente o que nós pensamos não é o de que realmente precisamos."

A Raíz de Rejeição - Por: Daniele Cardoso
http://danielecardoso.blogspot.com.br/2010/10/raiz-de-rejeicao.html
Proxima  → Página inicial